Rodovias administradas pela AB Colinas estão entre as melhores do país

Thursday, October 24, 2019


A 23ª edição da Pesquisa Rodoviária da Confederação Nacional dos Transportes (CNT), divulgada na terça-feira, 22, colocou as rodovias administradas pela AB Colinas, concessionária do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo, entre as melhores do país. Classificadas como ótimas, a Rodovia Castello Branco (SP-280) aparece na 5ª posição, a SP-075 (rodovias Dep. Arquimedes Lammoglia, Prefeito Hélio Steffen, Engo Ermênio de Oliveira Penteado e Santos Dumont) ocupa o 11º lugar e a SP-127 (rodovias Fausto Santomauro, Cornélio Pires e Antônio Romano Schincariol) está na 18ª colocação. Ocupando o 24º lugar no ranking, a SP-300 (rodovias Dom Gabriel Paulino Bueno Couto e Marechal Rondon) foi classificada como boa.

Para chegar a esse número, a CNT avaliou 108.863 quilômetros de rodovias e levou em consideração o estado geral das rodovias, as condições do pavimento, a sinalização e a geometria da via.

Para o diretor-executivo da AB Colinas, Claudio Taira, os números da pesquisa refletem o trabalho e o compromisso da concessionária na manutenção do alto padrão das rodovias. “Buscamos, constantemente, aprimorar a nossa atuação através da melhoria contínua, disponibilizando aos usuários e comunidades serviços e estruturas que garantam qualidade, segurança e fluidez nas rodovias”, diz.

Desde o início da concessão, no ano 2000, a concessionária realizou aportes na ordem de R$ 1,97 bilhão em diversas obras realizadas neste período. Atualmente, está investindo cerca de R$ 88 milhões em trabalhos de recapeamento para manutenção da qualidade do pavimento de suas rodovias.

Segundo os dados da pesquisa, das 25 melhores rodovias do Brasil, 20 são de São Paulo e integram o Programa de Concessões Rodoviárias do Governo do Estado de São Paulo, e outras três são concessionadas e cortam o Estado. O levantamento também aponta que a malha viária que passa pelo Estado de São Paulo é a melhor do Brasil, com 81,8% de toda sua extensão classificada com ótima ou boa.

De acordo com o material publicado pela CNT, uma malha viária em boas condições está diretamente ligada à segurança, economia e ao meio ambiente e faz com que os usuários reduzam até 28,5% o impacto no valor do custo operacional do transporte.