Grupo do qual a AB Colinas faz parte figura entre as melhores empresas do Brasil

Thursday, November 12, 2020


A AB Concessões, grupo do qual a AB Colinas faz parte, provou mais uma vez que está no caminho certo quando o assunto é desenvolvimento e qualidade na prestação de serviços em infraestrutura rodoviária. Prova disso é que o grupo, também responsável pela concessionária paulista AB Triângulo do Sol e pela mineira AB Nascentes das Gerais figura mais uma vez nos importantes anuários de melhores empresas publicados no país. Desta vez, a AB Concessões aparece entre as melhores no anuário Época Negócios 360°, da revista Época Negócios, As 1.000 Maiores da Dinheiro, da revista IstoÉ Dinheiro e no Valor 1000, publicação do jornal Valor Econômico.

No guia Época Negócios 360°, que avalia as empresas em dimensões como responsabilidade socioambiental; visão de futuro; capacidade de inovar; práticas de recursos humanos; governança corporativa e desempenho financeiro, a AB Concessões ocupa a oitava posição geral no setor de infraestrutura e transporte, conquistando ainda a quarta posição na categoria Governança Corporativa e a quinta posição nas categorias Desempenho Financeiro e Sustentabilidade, dentro do mesmo setor. No ranking geral, a empresa ficou na 225ª posição.

No anuário As 1.000 Maiores da Dinheiro, que ranqueia as empresas em faturamento, lucro e patrimônio líquido, a AB Concessões figura na posição de número 454. Já no Valor 1000, do Valor Econômico, o Grupo se coloca na posição de número 489 em um ranking que adota oito critérios: crescimento sustentável, receita líquida, margem ebitda, rentabilidade, margem de atividade, liquidez corrente, giro do ativo e cobertura de juros.

Para José Renato Ricciardi, diretor-presidente da AB Concessões, estar nestes anuários é um reconhecimento pelo esforço e dedicação desempenhados pelo Grupo nos últimos anos. “A AB Concessões sempre voltou suas atenções a uma gestão que prioriza a qualidade, aliada a uma robusta governança corporativa na administração de suas concessionárias de rodovias. Por isso merece estar nestes importantes anuários”, comenta.